Publicado por: Foco na Natureza | 21/04/2014

ECO-POUSADA RIO DOS TOUROS – URUPEMA – SC

urup12

LUGAR
Eco-Pousada Rio dos Touros – Urupema/SC

CARACTERÍSTICAS DO LUGAR
Localizada na região central de Santa Catarina, a 6km da cidade de Urupema, a pousada é um ponto especial para a observação de pássaros. Muito atrativa no inverno, onde a neve é a principal atividade para turistas, requer mais atenção fora desta estação, principalmente no outono, quando acontece o Festival do Papagaio-charão, o que requer mais detalhes. Região muito arborizada, com concentrações de Araucárias, forma um cenário típico das Serras Catarinenses: belas paisagens, um friozinho gostoso para observar um lindo por do sol, tomar um vinho e acender a lareira, porque já no início da noite a temperatura começa a cair. Abre-se então um céu cheio de estrelas, depois de ser bem azul durante o dia, típico de outono.

urup04

FESTIVAL DO PAPAGAIO-CHARÃO

O  nome “festival” é muito apropriado pelo que se vê: sobre a pousada e região chegam a passar dezenas de grandes bandos, principalmente no início da manhã e final da tarde, destes papagaios que são um exemplo de recuperação da natureza. Nesta época ocorre a migração em busca dos frutos da Araucária, seu principal alimento. “Há 20 anos existiam apenas cinco mil aves, mas um projeto especial de combate ao tráfico, preservação de Araucárias e trabalhos para conservar as aves geraram bandos que registram atualmente em torno de 25 mil aves”, segundo relatado pelo Fernando e Rose, proprietários da pousada e um dos realizadores do Festival. Vale a pena conferir.

O festival reúne vários especialistas como biólogos, ornitólogos, fotógrafos de natureza e mais uma questão importante: educação ambiental para crianças, realizadas pelos nossos amigos Renato e Gabriela, da RPPN Reserva Rio das Furnas,  com a Roda de Passarinhos.

Além do Papagaio-charão, também será dado enfoque ao papagaio-do-peito roxo, espécie em perigo de extinção. “Existem cerca de 2.500 aves na natureza, sendo que a faixa de ocorrência é entre a Bahia e o Rio Grande do Sul. De qualquer forma, os maiores bandos, com cerca de 200 aves, são encontradas na Serra Catarinense, segundo informações de especialistas locais.

Duas belíssimas espécies de aves que estão fazendo de uma região, mais que atrativos turísticos, foco em conservação e recuperação da natureza, mostrando que é possível gerar uma atividade econômica rentável sem destruir seus recursos naturais.

urup06urup09

COMENTÁRIOS DA VIAGEM
Distante 845km de São Paulo, por caminhos que já são um passeio considerando a paisagem. Fomos carinhosamente recebidos pelo Fernando, Rose e o pequeno Guilherme da  Eco-pousada Rio dos Touros com um delicioso café com biscoitinhos da região. Foi então que ficamos a par dos detalhes dos papagaios e diversas aves que podem ser observadas na região. No final da noite, encontramos com nossos amigos Renato e Gabriela, da Reserva Rio das Furnas, para mais um encontro de amizade e aprendizados.

Deste encontro, somados ao acompanhamento do Fernando, percorremos alguns caminhos da região, como o Morro do Combate e a Bossoroca, dois pontos especiais para observar e fotografar algumas espécies  de aves da região, além dos bandos dos papagaios charão e do peito-roxo. Fernando foi de uma dedicação extrema, sempre de muito bom humor e com um ouvido de fazer inveja.
Levantando cedinho, após um delicioso café da manhã, saímos para os passeios, retornando para um delicioso almoço regional feito pela Rose. Depois de um gostoso descanso no confortável chalé, saídas para mais caminhadas em busca de belas fotos.

Um acontecimento muito interessante foi o encontro com Adilson Marques e esposa, que sem nos conhecer pessoalmente até então, sempre acompanhou nossas postagens neste blog.

DATA
De 11 a 14 de abril de 2014

CLIMA
Temperaturas na faixa dos  25o C durante o dia, caindo rapidamente a noite para chegar na madrugada em torno de 0o C, nesta época de outono. No dia da chegada, muita chuva no período da manhã, abrindo o sol logo após o almoço, para permanecer sempre aberto até nosso último dia.

COORDENADAS
27o 57′  06″ S      49o 56′ 48″ W

Na imagem abaixo, a localização da pousada e os pontos de visitação – Morro do Combate e Bossoroca, próximos à cidade de Urupema.

Urupema

FOTOS
Para ver mais fotos deste passeio acesse as imagens em: Urupema

urup00urup01urup11urup07

Anúncios

Responses

  1. Boa noite Silvia & Publio, foi uma satisfação enorme encontrá los pessoalmente na Pousada Rio dos Touros, e poder trocar umas ideias sobre locais e viagens, só fiquei um pouco triste de não poder despedir pessoalmente, quando estava descendo da trilha com o Adrian vocês já estavam saindo, mas mesmo assim mando um abraço e quem sabe se encontramos logo em alguma passarinhada.

    • Oi Adilson. Com certeza vamos nos encontrar por este mundo maravilhoso dos passarinhos. Foi um encontro especial o que tivemos, pois damos muita importância aos seus comentários e ficamos ainda mais contentes em saber que vc segue nosso blog. Aguardaremos também suas dicas de lugares bacana para passarinhar. Um grande abraço e até um dia. Publio & Silvia

  2. Bom dia meus amigos lendo seu Blog de Tavares estou planejando ir com alguns amigos este ano e gostaria de saber qual a melhor época para visitar esta linda região e ver mais variedades de aves inclusive as migratórias.
    Sei que vocês sempre vão de carro e moram em São Paulo, a minha ideia é ir este ano de carro também adquiri este ano uma Pajero Diesel e é muito confortável da para fazer a viagem com apenas uma parada para descansar.

    • Oi Adilson
      A melhor época é de outubro até abril, quando a lagoa está mais baixa e não chove tanto. Acompanhando algumas publicações, este mês de janeiro está muito bom, com muitas espécies inclusive as migratórias.
      Ir de carro de SP até lá é um passeio. As estradas estão boas, mas com muito movimento. Evite fins de semana no verão, pois entre Joinvile e Torres tem muito movimento entre as praias. Uma parada perto de Garopaba é bem legal; mais ou menos metade do caminho. Se tiver tempo, volte pelo interior, subindo pela Serra do Rio Do Rastro e fique alguns dias em Ubiraci. Abraços e boa viagem.

      • Eu sempre vou para o sul pela 116 é mais segura não tem muito transito, a do litoral alem de muito movimentada acho mais perigosa, já estive estive na Serra do Rastro a uns anos atras, a vista é maravilhosa este ano pretendo retornar a Cambará do Sul e fazer o retorno pela serras gauchas e catarinenses, passando por São José dos Ausentes, Joaquim e chegando a Urubici.
        Em Tavares na pousada que vc. se hospedou eles tem carro com tração para fazer os roteiros.

        • Este roteiro é fantástico!
          O Batista, da Lagoa Expedições tem todo esquema de carro e guia e te leva nos bons lugares. Mas com a Pajero talvez nesta época vc chega em qualquer lugar. Não deixe de almoçar no sítio do Sr. Manuel. Além da deliciosa comida realmente regional, na vegetação na borda da lagoa tem muitos pássaros, com a viuvinha-de-óculos chegando bem perto.


Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: