Publicado por: Foco na Natureza | 21/05/2016

PARQUE NACIONAL DAS EMAS – GO

ATUALIZAÇÃO: Passeio entre 01 e 04/04/2016

Emas_5-04_Fotor

Mais uma vez nos demos de presente uma estadia completa dentro deste maravilhoso Parque Nacional; graças à permissão do gestor Marcos, conseguimos realizar o sonho de permanecer esses quatro dias imersos em meio à mais bela área de Cerrado tão bem preservada.
Nossa primeira viagem usando nosso motorhome, conseguimos permanecer no interior do Parque, sem ter que sair para qualquer cidade. A área destinada ao camping fica a aproximadamente 2km da portaria, o que nos permite toda sensação de isolamento e contato direto com a natureza. A área com grandes árvores, bem próxima ao rio Formoso, com muita água de uma pureza fenomenal, foi nosso ponto de apoio para podermos percorrer várias estradas do parque, tanto a pé como de carro, apreciando e fotografando paisagens, fauna e flora magníficas.
Apesar de não ser uma época ideal para observação da fauna, tivemos o privilégio de ver o lobo-guará, um pouco distante na estrada para foto, porém o suficiente para guardar na memória. Os pássaros estavam pouco ativos, mas ainda assim conseguimos algumas visualizações e boas fotos.

CLIMA

Neste outono, tivemos dias de céu muito claro, tempo seco e temperaturas bastante altas entre 10 e 16hs; a noite, uma temperatura bem agradável, talvez devido à altitude de 810m. Céu imensamente estrelado, com lua minguante aparecendo no despertar do dia.

Emas_5-36_Fotor

FOTOS

Para ver mais fotos deste passeio, acesse PN das Emas – Abril/2016



 

Passeio entre 01 e 05/11/2012

IMG_1199

LUGAR
Parque Nacional da Emas – GO

CARACTERÍSTICAS DO LUGAR
O Parque Nacional das Emas é um grande representativo do cerrado onde abriga quase todos os tipos de vegetação deste bioma brasileiro. A paisagem se transforma a cada trecho, passando por mata de galeria, mata de interflúvio, campo sujo de cerrado, campo cerrado, cerradão e veredas. Flores de cores fortes contrastando com os vários tons de verdes tingem campos a perder de vista. Nos campos sujos e nas veredas dominam as gramíneas e algumas árvores frutíferas de pequeno porte – lugares excelentes para se observar o gracioso galito (Alectrurus tricolor) e as inúmeras araras canindés (Ara ararauna).
Também podem ser vistos (hoje com menor frequência devido aos recentes grandes incêndios), tamanduá-bandeira, veado-campeiro, lobo-guará, emas (nesta época pode-se ver o macho cuidando de até 30 filhotes) além de uma infinidade de aves e várias outras espécies próprias do cerrado.
O cupinzeiros, de variadas colorações,  dão uma aparência rústica ao lugar, sendo que à noite, após as primeiras chuvas da primavera, tingem os campos de pequenos e inúmeros pontos  de uma cor florescente azul-esverdeada, produzidos pelas larvas de insetos, conhecido como bioluminescência. Um fenômeno belíssimo e quase único no país.

COMENTÁRIOS DA VIAGEM
Distante 980km de São Paulo, esta é uma viagem para se fazer em pelo menos 5 dias. De carro, pode-se percorrer mais de 20km de estradas bem conservadas no interior do parque. Com um bom guia é possível reconhecer os tipos de vegetação e encontrar inúmeras espécies de aves. Neste passeio contamos com a paciência e conhecimento de quem vive na região e no parque há mais de 15 anos, o Sr. Edmar (contato através da Associação de Guias de Chapadão do Céu http://www.seta.chapceu.com.br/ tel. (64)  3634-1517). Há poucas referências para hospedagem, sendo que o Hotel Vitor, em Chapadão do Céu, oferece conforto suficiente para um bom descanso no final do dia.
Notamos que, nesta nossa quarta passagem pelo parque, alguns locais importantes estão carecendo de manutenção, como a torre de observação, fechada ao público, e as passarelas no Lago das Capivaras. Aliás, neste lago, de água cristalina, é um recanto para se passar horas somente contemplando a paisagem e ouvindo os sons da mata. Precisa ser melhor cuidado e recuperado com urgência! É uma bênção ainda existir lugares como esse; sabedores das dificuldades financeiras e assistenciais que os parques nacionais passam, seria muito importante a preservação destes lugares.
Saindo dos limites do Parque encontram-se ainda pequenos focos de mata perdidos na imensidão das monoculturas que avançam e devoram cada vez mais as poucas áreas de cerrado. Foi possível avistar e fotografar pássaros quase extintos, como o tiê-bicudo (Rhynchothraupis mesoleuca) e o sempre surpreendente Soldadinho (Antilophia galeata). Vale a pena estender o passeio até o Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari: paisagem típica de cerrado, onde nas bordas de um cânion pode-se ver as nascentes deste rio, que é um dos principais formadores do Pantanal.

DATA
De 1 a 5 de Novembro de 2.012.

CLIMA
Neste período já ocorrem pancadas de chuva principalmente à tarde, porém sem atrapalhar o passeio. Durante o dia, temperaturas próximas de 30oC, mas muito agradável à sobra, como é típico do cerrado. As noites foram muito agradáveis, com temperaturas na faixa dos 20o .

COORDENADAS
18o 06′  23″ S      52o 55′ 40″ W

LOCALIZAÇÃO
O Parque faz limites com as cidades de Chapadão do Céu (ao sul) e Mineiros (ao norte), no extremo sudoeste de Goiás.

Pq das Emas - Taquari

ROTEIRO
Pelo menos três dias para visitar o Parque e arredores. O ideal, em épocas de temperaturas mais elevadas é repartir o passeio em dois períodos, saindo bem cedo retornando próximo das 11hs e uma segunda saída depois das 16horas. Reserve um dia para para ficar até escurecer no Parque. Se ainda for a época e as condições climáticas favorecerem a bioluminescência, vale muito ficar até o fechamento do parque, às 22horas.

TRILHAS
Em torno de 20km de estradas bem conservadas no interior do Parque permitem trafegar com veículo próprio e com guia. São estradas bem demarcadas abertas à visitação. Por elas tem-se uma amostra das diversidades de fauna e flora do cerrado. Fora do Parque, o passeio até o Parque Estadual do Rio Taquari é uma indicação. O último trecho em estrada de terra, saindo da rodovia, não tem indicação.

FOTOS
Acesse as imagens: Parque das Emas – GO – 2012   e  Pq das Emas – 2010

Foco na Natureza - Todos os direitos reservadosFoco na Natureza - Todos os direitos reservados

Foco na Natureza - Todos os direitos reservadosFoco na Natureza - Todos os direitos reservados

Anúncios

Responses

  1. Oi! Como funciona o camping dentro do parque? É preciso comprar ingresso? e quanto custa a diaria?

    • Oi Marina, desculpe-me a demora e não sei se ainda essa informação é importante.
      O camping é simples, mas vc tem água excelente e energia elétrica. Fica a 5km da estrada, perto do rio. É um lugar maravilhoso!
      Quanto ao ingresso, seria bom vc entrar em contato com a adminsitração do parque, porque não tenho os valores, mas é bem em conta. Vale muito o passeio e acampar por lá.

  2. i really appreciate coming here everyday to see what’s new on your website, and i already told my friends to do the same. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

  3. ciao! thanks for that kind of information, it really help me a lot! thanks!!!. mestreseo mestreseo mestreseo mestreseo mestreseo


Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: